Country and language selection

International websites

Europe

Americas / Oceania

Africa and Middle East

Asia / Pacific

Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva

A região do Alentejo, no Sul de Portugal, com cerca de 27.000 km2, cobre quase um terço do País, e tem uma população de aproximadamente 500.000 habitantes. No entanto, ainda não conseguiu desenvolver todo o seu potencial.

Bombas no Alqueva ajudam a criar oportunidades

A região do Alentejo, no Sul de Portugal, com cerca de 27.000 km2, cobre quase um terço do País, e tem uma população de aproximadamente 500.000 habitantes. No entanto, ainda não conseguiu desenvolver todo o seu potencial. Se por um lado é relativamente árida, por outro é uma zona muito bela, com um elevado potencial de diversificação da agricultura e desenvolvimento do turismo. Estas qualidades já foram há muito identificadas pelo Governo Português, mas até à última década os reduzidos recursos hídricos têm refreado o investimento privado. 


Fig. 1: Esquema do Empreendimento do Alqueva

Esta situação está a mudar rapidamente, pois a construção de uma barragem no Rio Guadiana ajudou a criar o maior lago artificial da Europa, e a permitir a implementação de um projecto de irrigação muito ambicioso. Chamado Empreendimento de Fins Múltiplos do Alqueva (ver fig. 1) e desenvolvido pela Empresa de Desenvolvimento e Infra-estruturas do Alqueva (EDIA), os principais objectivos são melhorar progressivamente o tipo de cultura agrícola, garantir o abastecimento de água às populações e às indústrias, desenvolver o turismo, estimular o emprego regional, combater os potenciais problemas de desertificação e mudanças climáticas através da irrigação, e produzir electricidade. 

A participação da KSB 

A KSB envolveu-se no projecto desde o seu início, devido à sua forte presença local e reconhecimento internacional em projectos de abastecimento de água. Com uma equipa de técnicos altamente qualificados e experientes, a KSB em Portugal é frequentemente solicitada pelos projectistas para os apoiar, o que voltou a acontecer neste projecto. Agora que o projecto está quase terminado, já foram fornecidas mais de 100 bombas KSB para as redes de abastecimento primária e secundária. 

As bombas fornecidas pela KSB incluem os modelos de câmara bi-partida Omega e RDLO, onde as maiores RDLO são utilizadas em estações de bombagem da rede primária. Além disso, também foram fornecidas várias Multitec V, bombas multicelulares de alta pressão (ver fig. 2). 

Sendo o rendimento energético um dos principais aspectos na selecção das bombas, a KSB testou todas as suas bombas em conformidade com a ISO 9906/1. 

Fig. 2: Vista em corte de uma bomba Omega

Todas as bombas Omega e RDLO para o Empreendimento do Alqueva foram fornecidas com sondas de medição da temperatura e vibrações nas chumaceiras, para permitir aos utilizadores das estações de bombagem avaliar o desempenho das bombas em qualquer momento.

A KSB conseguiu demonstrar desde o início do projecto que era um fornecedor empenhado e um parceiro, quando lhe foi solicitado que fabricasse e entregasse num curtíssimo prazo de tempo, 11 bombas Omega com elevado rendimento para a estação elevatória do Marmelo (ver fig. 3). 


Fig. 3: Vista interior de uma Estação Elevatória

Ao provar que conseguia cumprir as suas exigências técnicas e de prazos, a KSB demonstrou capacidades que lhe permitiram ganhar a encomenda das duas estações elevatórias seguintes, Lagoa Vermelha e Monte Branco. 

O facto de a KSB ter fornecido um total de 33 bombas para as três primeiras estações elevatórias sem qualquer falha, deu aos empreiteiros envolvidos nos projectos seguintes a confiança na KSB para cumprir integralmente as exigências técnicas da EDIA e os apertados prazos de entrega, garantindo que a instalação, arranque e exploração se desenvolveriam sem problemas e dentro dos prazos.

Em 2007, 2008 e 2009 a KSB forneceu mais bombas Omega para as estações elevatórias de Monte Novo e Cuba Oeste, bombas RDLO  para as elevatórias de Brinches, Torre do Lóbio, central hidroeléctrica de Serpa, e bombas Omega e MTC V para as elevatórias de Orada-Amoreira, Torro do Lóbio, Brinches Sul, Brinches Norte, Ferreira, Figueirinha, Valbom e Alfundão.