Linha de equilíbrio de vácuo

Apesar de ser uma situação pouco habitual, sempre que é necessário bombear fluidos a partir de um reservatório sob vácuo, a KSB recomenda a instalação de uma linha de equilíbrio de vácuo, entre a tubagem de aspiração da bomba e o reservatório, de modo a evitar dificuldades na ferragem da bomba e/ou a sua desferragem durante o funcionamento, evitando danos na bomba e no sistema ! Linha de equilíbrio de vácuo_img Desenho esquemático da linha de equilíbrio de vácuo

Na realidade, a desferragem da bomba provoca o seu funcionamento a seco, o que danifica o empanque (por falta de lubrificação) e aumenta a temperatura da bomba, desequilibrando-a, ao ponto de danificar rolamentos e acoplamento, ou mesmo de a destruir !

Como norma, esta tubagem deverá ter um diâmetro nominal mínimo de 25 mm e deverá entrar no reservatório num ponto localizado acima do nível máximo permitido para o reservatório (ver figura).

Se, além desta linha de equilíbrio de vácuo, instalar ainda uma outra linha adicional (linha onde está localizada a válvula E, na figura), entre a tubagem de descarga da bomba e a linha de equilíbrio, a ferragem da bomba antes do seu arranque será realizada com maior facilidade, pois está-se a aumentar a pressão na aspiração da bomba (não esquecer coordenar a posição das válvulas).

Em conclusão, se quer evitar danos graves, por desferragem da bomba, nas bombas que aspiram de reservatórios sob vácuo, instale sempre uma linha de equilíbrio de vácuo entre a tubagem de aspiração e o reservatório !

Todas as info. técnicas e notícias

Additional Information